Adote um animal de Estimação

Informações retiradas do site da SUIPA

er um animal estimação é uma das coisas mais gratificantes da vida. Ele faz companhia, preenche o vazio da solidão e aguça em você a sensibilidade e a solidariedade. As crianças aprendem com ele o respeito, a responsabilidade perante um outro ser e limites a serem mantidos, servindo de experiência enriquecedora no seu desenvolvimento social. Os enfermos também se beneficiam com a presença de um animal, como já foi comprovado em alguns países da Europa onde os hospitais introduziram a visita terapêutica de animais nas suas enfermarias.
Se você quer um animal de estimação NÃO COMPRE:

· animais não são mercadorias para serem comercializadas
· eles têm vida própria, necessidades e interesses próprios
· muitos criadores impõem condições severas aos animais reprodutores, forçando as fêmeas a terem crias freqüentemente, sem obedecer um período de descanso. Os filhotes que nascem com problemas de saúde ou com alguma deficiência aparente são sacrificados para não manchar a linhagem de pedigree
· Muitas lojas expõem filhotes de cães e gatos para a venda sem oferecer-lhes um mínimo de condição. Faltam-lhes espaço e oportunidade para tomar sol. Não raro eles dormem sobre o próprio excremento e os funcionários procuram dar pouca água para que a gaiola não suje com frequência. Imagine o stress desses bichinhos que são observados por olhos curiosos, com gente batendo na gaiola para chamar-lhes atenção, sem trégua nem mesmo para dormir Animais em feiras de filhotes também não recebem cuidados adequados
· Jamais adquira filhotes de vendedores nas ruas da cidade
· Por mais penalizado que você fique ao ver um animal em uma gaiola, por favor, não compre. Este comércio vai continuar existindo enquanto houver compradores

Filhotinhos de gato, à espera de um dono que os adote e ame na SUIPA

 

Adoção na SUIPA
Horário:
2a a Sábado: 9 ~ 16 horas
domingos e feriados: 9 ~ 13 horas
Documentos necessários:
· cópias da identidade, do CPF e do comprovante de residência

Adote um Animal Abandonado

Cadelinha amamentando gatinhos na SUIPA

Ao invés de comprar animal você pode ter uma experiência maravilhosa ao adotar um que tenha sido abandonado.
Apesar de acolhermos todos os tipos de animais que necessitam de proteção, sabemos que o abrigo não é o lugar ideal. Eles precisam de um lar, de alguém que lhes dê atenção, amor e carinho. Com tantos animais para cuidar, não podemos dedicar atenção especial a cada um deles. Além disso, temos dificuldades financeiras para manter todos esses animais alimentados, vacinados e com assistência veterinária.
A raça que mais temos na SUIPA é SDS (Só Deus Sabe...). Certamente eles são os mais saudáveis e versáteis. Os animais de raça têm uma tendência maior em apresentar doenças crônicas congênitas porque freqüentemente há cruzamentos entre animais com parentesco.
Para você adotar um de nossos sobrinhos basta trazer cópias da identidade, do CPF e do comprovante de residência. O novo guardião assinará um termo de responsabilidade de adoção, comprometendo-se a manter as vacinas em dia e oferecer condições adequadas ao felizardo.
O animal adotado será consultado pelo nosso veterinário que vai averiguar as condições de saúde. Ele também passará as informações sobre as vacinas e os cuidados necessários. O guardião é orientado sobre a importância de esterilizar o seu novo amigo e compromete-se em voltar no mês previsto para a cirurgia.
A SUIPA não apenas estimula a adoção dos animais do seu abrigo mas preocupa-se também com a sua conseqüente saúde. Oferecemos aos novos guardiões uma consulta gratuita a cada semestre, durante um período de dois anos. Assim poderemos rever os nossos velhos amigos e assegurar ao guardião acesso aos cuidados veterinários.
A parede da nossa recepção está recheada de fotos de cães e gatos enviadas pelas pessoas maravilhosas que decidiram dar-lhes uma oportunidade e que estão felizes e satisfeitas com os companheiros que encontraram por nosso intermédio. É uma emoção que queremos compartilhar com mais pessoas.
Se você mora fora do Rio de Janeiro e esteja interessado em adotar um animal, procure saber da existência de Proteção Animal na sua cidade ou nas cercanias. Os institutos municipais também possuem abrigo onde ficam os animais capturados pelas carrocinhas (elas ainda existem!). Caso eles não sejam resgatados ou adotados, duas alternativas os aguardam: sacrifício ou envio para testes em laboratórios.
O que você pode fazer:
divulgue a esterilização e adote um animal ao invés de comprá-lo. Você estará contribuindo para diminuir sofrimentos desnecessários.


 

Antes de Adotar

Se você está pensando em ter um animal como companheiro há algumas considerações básicas a serem analisadas:

· As pessoas que moram com você estão de acordo?
· Sua casa/seu apartamento tem espaço suficiente para o animal que pretende ter?
· Você pode custear a alimentação e cuidados veterinários (ao menos uma visita ao veterinário por ano, para que tome as vacinas e faça uma consulta)?
· Animal também sente tristeza e saudade. Você vai ter tempo disponível para dedicar-lhe atenção diária?
· Cães e gatos vivem em média 15 anos. Você tem certeza que quer conviver todos esses anos com um animal?
· Os animais, como humanos, contraem doenças e sofrem mudanças no comportamento em idade avançada. Você se dispõe a cuidar do seu amigo mesmo idoso?
· Durante os feriados e nas férias, quem vai ficar com seu animal caso você queira viajar?
· Caso o animal fique sozinho a maior parte do dia, já considerou a possibilidade de adotar dois animais, para que um faça companhia ao outro?
· Você contribuirá com o controle populacional e com a diminuição do abandono de animais providenciando a esterilização?

 


Adoção de animal adulto

Gatinhos adultos à espera de adoção na SUIPA

Ao contrário do que muita gente pensa, animais adultos também se adaptam a lares novos. Eles demonstram gratidão às pessoas que os adotam, tornando-se bons companheiros, carinhosos e fiéis amigos.

A vantagem em adotar um animal adulto é que você já sabe o seu tamanho e a disposição que ele apresenta.
Se você é uma pessoa especial e decidiu dar uma chance àquele que foi abandonado, aqui vão algumas dicas:

· Leve o animal ao veterinário para uma consulta e para tomar as devidas vacinas
· No primeiro dia em casa ensine-o o local onde vai dormir e onde estará sempre disponível um pote de água fresca, onde e quando receberá comida e o lugar onde poderá fazer as necessidades
· Até ele se acostumar com a nova rotina observe-o atentamente. Nos primeiros dias ele estranhará o novo ambiente. Seja paciente.
· Crianças sempre ficam excitadas com a presença de um novo animal. Converse com elas para tratarem o novo amigo com carinho, sem muito exagero nas brincadeiras e que não perturbem o seu sono.
· Durante o período de adaptação, ele pode apresentar os problemas de timidez, ansiedade, excitação, uivo ou muito latido. Os sintomas físicos podem ser sede e urina excessivas, diarréia ou falta de apetite. Caso esse sintomas persistam por muitos dias, leve-o a um veterinário.

 

SUIPA

SUIPA